blog

Categoria

Prime Ar Condicionado - Venda, Instalação e Assisténcia Técnica

Antes de Comprar

12/07/2018

5 itens que você deve considerar na hora de comprar ar-condicionado

Se você está prestes a comprar seu primeiro ar-condicionado ou vai trocar o antigo por um novo, não fique com dúvidas na hora de escolher o melhor modelo para o seu ambiente. Juntamos 5 dicas infalíveis para você não errar no momento da compra. São orientações básicas, mas que fazem toda a diferença em meio a tantas opções que o mercado oferece. Confira:

1. Número de BTUs

Essa é uma questão crucial. De nada adianta comprar o melhor aparelho de ar-condicionado se ele não tem a potência ideal para refrigerar bem o espaço onde será instalado. A exposição ao sol, a quantidade de pessoas que circulam pelo ambiente e o número de aparelhos eletrônicos que irradiam calor são alguns dos itens que precisam ser considerados na hora de realizar esse cálculo.

2. Tipos de ar-condicionado

Basicamente, quem está em busca de um aparelho de ar-condicionado tem três opções: portátil, de janela ou split. O primeiro tem duas boas vantagens: pode ser levado para qualquer lugar, flexibilizando o uso, e dispensa o transtorno causado pela quebra de paredes na instalação.

O de janela é ideal para ambientes menores e onde o nível de ruído não é problema. A instalação é rápida e prática, já que todo o sistema está no mesmo gabinete e esse é embutido na parede.

O split tem excelente capacidade de refrigeração, é silencioso e apresenta recursos mais modernos do que a maioria dos aparelhos. A instalação exige, muitas vezes, reformas na parte interna do ambiente para a passagem da tubulação.

3. Economia de energia

Uma das formas mais práticas e diretas de descobrir o nível de consumo de energia dos aparelhos de ar-condicionado é o selo Procel. A grande maioria dos aparelhos de ar-condicionado traz esse selo. Ele apresenta informações importantes sobre o equipamento, como o nível de eficiência energética e o consumo de kw/h.

Em relação aos aparelhos, aqueles dotados da tecnologia inverter são os mais indicados. O sistema desses equipamentos regula o fluxo de energia por meio do controle de velocidade do compressor. Isso evita grandes picos de voltagem e regula melhor o consumo. A economia de energia dos aparelhos de ar-condicionado inverter pode chegar a até 60% em relação aos modelos tradicionais.

4. Quente ou quente e frio?

O que você prefere: um aparelho que apenas refrigera o ambiente ou aquele que possui ciclo reverso, ou seja, que refrigera e também aquece? Essa escolha vai depender da localidade onde você reside, já que em algumas regiões do país as baixas temperaturas são algo raro.  Em locais onde o inverno costuma ser rigoroso, o ar-condicionado com ciclo reverso é boa opção, ao garantir o conforto térmico nos dias mais frios.

5. Alimentação elétrica

É sempre recomendável avaliar a alimentação elétrica necessária para atender à sobrecarga de energia quando um novo equipamento entra em funcionamento. Antes de adquirir seu aparelho de ar-condicionado, tenha certeza que seu prédio, casa ou escritório estão aptos a receber uma nova carga de energia.

Também é bom ficar atento à voltagem dos equipamentos. Mesmo que a maioria dos aparelhos de ar-condicionado sejam 220v, existem alguns modelos com voltagem 110v e outros, de maior capacidade, que exigem alimentação elétrica trifásica.