blog

Categoria

Prime Ar Condicionado - Venda, Instalação e Assisténcia Técnica

Instalação

19/06/2018

Descubra onde a unidade condensadora do ar-condicionado deve ficar

O ar-condicionado é muito utilizado hoje em dia em casas, empresas e restaurantes. Esse fenômeno se dá pela grande variação de temperatura e pelos longos períodos de tempo que passamos nesses locais fechados.

Se você, assim como muitas pessoas, pensa em instalar esse aparelho em sua casa, deve saber que é preciso tomar alguns cuidados com a instalação e a manutenção dele.

Por isso, neste artigo abordaremos o que é e como funciona a unidade condensadora, o melhor local para instalá-la e quais cuidados devem ser tomados.

Ficou curioso? Então vamos lá!

O que é e como funciona a unidade condensadora?

Antes mesmo de falarmos sobre os cuidados que devemos ter com a instalação e a manutenção, é preciso explicar o que de fato é e como funciona a unidade condensadora.

A unidade condensadora é um conjunto de componentes que tem como funções principais condensar e resfriar o fluido refrigerante. Ela é composta por três partes: compressor, condensador e ventilador. Os componentes são responsáveis por efetuar a troca de calor e proporcionar a refrigeração da unidade interna.

Geralmente essa unidade fica separada do gabinete de refrigeração e provavelmente você já deve ter notado uma espécie de caixa fora do imóvel. Essa separação é justamente para que a unidade tenha auxílio externo para refrigerar ainda mais o ar, além de diminuir o barulho interno.

Quais cuidados tomar no momento da instalação?

Uma vez entendido o que é e como funciona a unidade condensadora, é preciso escolher o melhor local onde será feita a instalação.

Como se trata de um dispositivo que refrigera o ar, é necessário que o local de instalação seja protegido da luz solar e da chuva. Proteger o aparelho desses elementos fará com que ele dure por mais tempo, já que evitará ferrugem ou deterioração por causa da luz forte. Também é importante que o local receba fluxo de ar.

Evitar locais onde há circulação de pessoas é outra dica para escolher o melhor espaço para a instalação. Com o processo de comprimir e refrigerar o líquido pode escorrer do aparelho, um processo normal de funcionamento.

Como o aparelho é separado em duas partes, — unidade condensadora (externa) e unidade vaporizadora (interna) — é preciso que ambas fiquem na mesma altura. Esse procedimento garante que todo o ar resfriado seja utilizado, além de evitar desgastes nos equipamentos auxiliares — canos, suporte de sustentação, entre outros.

Como fazer a manutenção da unidade condensadora?

Como se trata de um equipamento que necessita que vários componentes funcionem juntos para climatizar o ambiente, é preciso ficar atento aos sinais de que o seu aparelho precisa de manutenção. Lembrando que é sempre recomendável chamar um técnico para realizar a manutenção, mas você poderá fazer uma vistoria preventiva para evitar problemas futuros.

Se o ar-condicionado não está gelando corretamente, pode ser que o aparelho tenha acumulado poeira ou mofo em volta dos componentes. Se isso ocorrer e o aparelho estiver acessível, basta retirar o excesso com um pano limpo e úmido.

Mas, se o equipamento estiver pingando muita água, pode ser um sinal de que algum cano ou a estrutura externa esteja com vazamento. Nesse caso, é preciso chamar um técnico para resolver o problema, já que isso demanda um conhecimento maior. Quando essa situação ocorrer, evite utilizar o ar-condicionado para evitar que mais componentes sejam danificados.

Como foi possível perceber ao longo do texto, a unidade condensadora também é parte fundamental para que o ar-condicionado funcione corretamente. Por isso, é importante tomar bastante cuidado com a instalação desse componente.